Pesquisar este blog

domingo, 10 de setembro de 2017

Ernesto Hill Olvera - O órgão que fala (EP 1961)

 Olvera criou a técnica no órgão que extrai sonoridade similar a voz humana
Eis um músico mexicano que não conhecia. O disco, lançado em 1961, foi enviado pelo amigo Geraldo, a quem agradeço, é muito curioso, porque Ernesto Hill Olvera foi o criador da técnica no órgão que conseguiu fazê-lo cantar. Literalmente, ele tomou as palavras de seu hammond, abrindo progressivamente as barras do órgão para formar vogais e sonoridades muito semelhantes às da voz humana. Apesar de ser cego desde os 7 anos de idade, ele conseguiu aprender o piano e foi o primeiro no mundo a desenvolver esta técnica. Foi assim que ele conseguiu gravar vários discos e aparecer em filmes da época, como "Beijinhos Proibidos", "Teatro do crime" e " Os Três Boêmios".  Olvera nasceu em Aguascalientes em 1936 e morreu em 1967 em Guadalajara, um pouco esquecido, mas sua técnica ainda é estudada em todo o mundo. Confira:

01 - Lamento Borincano (com Los Tres Ases)
(Rafael Hernández)
02 - Cantando
(Mercedes Simone)
03 - Prisionero Del Mar
(Luis Arcaraz)
04 - Alma Llanera (com Los Tres Ases)
(P. Elias Gutiérrez)

COLABORAÇÃO: Geraldo


3 comentários:


  1. http://www95.zippyshare.com/v/duSP836n/file.html

    ResponderExcluir
  2. Amigo Chico
    Fazendo escola X Ely Arcoverde/Série RGE/
    LPs: O ÓRGÃO QUE CANTA SAMBAS/BOLEROS...

    ResponderExcluir
  3. Essas músicas foram extraídas do Long-Playing "Canciones de América" de Ernesto Hill Olvera em 1960. Esse disco eu tenho lá em casa e é muito bom.

    ResponderExcluir