Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Vários artistas - 11 canções essenciais da MPB (2017)

 Listagem com as onze canções essenciais da MPB é da Revista Bula
A Revista Bula selecionou recentemente 11 canções que considera essenciais da MPB. A publicação reconhece que montar a lista “é algo impossível de se fazer, mesmo porque existem as que são importantes e necessárias, as que são necessárias e não são importantes, as que são importantes e não são necessárias”. O site da revista (aqui), em texto assinado pelo jornalista Fernando Pacéli Siqueira, destaca que “classificar somente 11 músicas, neste universo melodioso e caudaloso do cancioneiro popular brasileiro, é tarefa laboriosa e inglória”, e  propõe a  continuidade do projeto, “procurando sempre mostrar a dualidade entre importância e necessidade no tocante à MPB”. 

Gostei da lista, e achei interessante materializá-la nesta coletânea, que certamente agradará aos apreciadores da boa música. Confesso que, sob meu gosto, a seleção seria diferente, mas devo admitir que a listagem é de primeira qualidade. O que me chamou a atenção foi a presença do Chico Buarque como autor de três canções entre as 11 selecionadas, sendo uma solo (“Bastidores”) e duas em parceria com Tom Jobim (“Sabiá”) e Edu Lobo (“Beatriz”), contrariando o internauta anônimo que, em polêmica gerada na postagem de dois singles do artista, no dia 31 de julho, disse que “a citação desse impostor (Chico Buarque) é uma vergonha para o blog”. Confira, agora, as 11 canções essenciais da MPB:

01 - João Gilberto & Gilberto Gil & Caetano Veloso - Aquarela do Brasil
(Ary Barroso)
02 - Cauby  Peixoto - Bastidores
(Chico Buarque)
03 - Gilberto Gil - Domingo no parque
(Gilberto Gil)
04 - Agostinho dos Santos - Manhã de carnaval
(Luiz Bonfá - Antonio Maria)
05 - Tom Jobim - Sabiá
(Tom Jobim - Chico Buarque)
06 - Milton Nascimento - Beatriz
(Chico Buarque - Edu Lobo)
07 - Maysa - Chão de estrelas
(Orestes Barbosa - Silvio Caldas)
08 - MPB-4 - Pois é, pra quê
(Sidney Miller)
09 - Wilson Simonal - Sá Marina
(Antonio Adolfo - Tibério Gaspar)
10 - Orlando Silva - Rosa
(Pixinguinha - Otávio de Souza)
11 - Gal Costa - Último Desejo
(Noel Rosa)



7 comentários:


  1. http://www113.zippyshare.com/v/8MANHLc4/file.html

    ResponderExcluir
  2. Realmente as 11 escolhidas, no meu ponto de vista, careceram de uma análise mais lógica (foi um grande pecado deixar de fora Luiz Gonzaga e sua Asa Branca, Caetano Veloso, Milton Nascimento - que aparece como intérprete apenas -, não há nenhuma música do período áureo da bossa nova). Por outro lado, constar 3 músicas de um mesmo autor foi uma tremenda mancada (por sinal, eu escolheria "Construção").
    Iluvatar

    ResponderExcluir
  3. Tarefa árdua escolher 11 canções da MPB, uma das melhores do mundo. 3 do Chico Buarque achei até pouco, ele tem muitas musicas para estar entre as melhores de nossa música, Construção é uma delas. É mais ou menos como na Inglaterra, escolher 11 músicas e colocar só 3 dos Beatles, é praticamente impossível. Mas interessante a ideia do disco. Valeu.

    ResponderExcluir
  4. Pois, Chico, a ideia é interessante e, realmente, árdua, no entanto, agradar a gregos e ..., ou melhor, petistas e coxinhas, é tarefa impossível ....

    ResponderExcluir
  5. Artigo da edição de 16 de agosto de 2017 do jornal Folha de São Paulo traz um artigo de página inteira analisando a música popular brasileira. O destaque vai para um ranking que consagrou Chico Buarque como "artista da obra mais complexa." Foram analisados os acordes e o vocabulário das letras. A conclusão é que a música brasileira foi simplificada, mas revela que nosso Chico, seguido de Djavan, Ivan Lins, João Bosco, Caetano Veloso, Vinicius de Moraes, Gilberto Gil, tem maior complexidade em suas obras, ou seja, tem maior qualidade no que fizeram e fazem até hoje. Por oportuno, Chico Buarque está lançando novo disco neste mês de agosto. Duvidar da capacidade de Chico Buarque é coisa de gente que nunca entendeu nada de música, infelizmente! Parabéns, Chico (do blog), pela postagem e obrigado por dar valor à nossa autêntica e verdadeira MPB.

    ResponderExcluir
  6. Chico,sinceramente,o cara aproveitar o momento político para fala mal de um dos maiores compositores do século,é uma uma insanidade tremenda!
    Lembro a essa pessoa que a ideologia de Chico não é por defender o Lula e os petistas,isso vem de tempos de faculdades e por não dizer de berço,pois seu pai foi um ideólogo de esquerda muito famoso no tempo que não se falava na baboseira de esquerda/direita.
    PS:
    Será que foi algum extremista,seguidor do Bolsonaro,o autor desse comentário?
    Desculpe a intervenção fora do tema musical
    abs!!

    ResponderExcluir
  7. É um privilégio ser seguidor desse blog. Chico Buarque merece estar entre os melhores (e maiores) compositores internacionais do século XX, ou talvez de todos os tempos. Deveria ganhar o Nobel pois sua obra é tão importante quanto Dylan ou Cole Porter. Esclareço que não sou de esquerda nem coxinha, sou um eterno admirador da melhor música do mundo. Só posso agradecer a todos os comentaristas acima, pois como eu, idolatramos este blog. EDSOUZA.

    ResponderExcluir