Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Olivia Newton-John & John Travolta - The remix EP

 EP foi lançado durante as comemorações de vinte anos do filme Grease
Em 1998, quando o filme “Grease”  –  lançado no Brasil como “Nos Tempos da Brilhantina” – completou 20 anos, a data foi comemorada com o lançamento deste EP, gentilmente enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração. Não por acaso, o longa orçado em US$ 6 milhões teve arrecadação mundial de US$ 394 milhões, sendo até hoje o filme musical de maior arrecadação de bilheteria nos Estados Unidos, segundo a Wikipedia. Teve uma continuação em 1982, "Grease 2", com Michelle Pfeiffer no papel principal, mas não obteve o mesmo sucesso. O filme de 1978 foi dirigido por Randal Kleiser e teve participações de John Travolta e Olivia Newton-John nos papeis principais. A trilha sonora também foi sucesso absoluto. Este EP comemorativo, com cinco faixas, traz duas originais da trilha e três  remixes. Confira:

01 - You're The One That I Want (Martian Mix)
(John Farrar)
02 - Summer Nights (Martian Mix)
(J. Jacobs - W. Casey)
03 - Grease Megamix (1991 PWL Version)
(B. Gibb)
04 - You're The One That I Want (Original Version)
(John Farrar)
05 - Summer Nights (Original Version)
(J. Jacobs - W. Casey)


COLABORAÇÃO: Laércio




terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Trilha nacional da novela Minha doce namorada (1971)

 Cláudio Marzo e Regina Duarte foram destaque da novela da Rede Globo
Mais uma trilha sonora nacional de novela pra ninguém reclamar. O repertório de “Minha Doce Namorada “, produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 19h, entre 19 de abril de 1971 e 21 de janeiro de 1972, com 242 capítulos, trouxe intérpretes como Maria Creusa, Nonato Buzar, Betinho, Jacks Wu e Luiz Carlos Sá.  O que chama a atenção, além desses cantores, é a presença de quatro atores na trilha: Marília Pêra, Marília Barbosa, Eduardo Conde e Ilka Soares. A telenovela foi escrita por Vicente Sesso e dirigida por Régis Cardoso e Fernando Torres. Produzida em preto-e-branco, substituindo "A Próxima Atração" e sendo substituída por "O Primeiro Amor", foi a 9ª "novela das sete" exibida pela emissora, segundo dados da Wikipedia. Teve Regina Duarte, Cláudio Marzo, Célia Biar, Sadi Cabral, Maria Cláudia, Mário Lago e Vanda Lacerda nos papéis principais. Confira a trilha:

01 - O Som Livre - O que houve 
(Guttemberg Guarabyra - Zé Rodrix) 
02 - Nonato Buzar - Dez pras seis 
(Nonato Buzar - Paulo Sérgio Valle)
03 - Maria Creusa - Você abusou 
(Antonio Carlos - Jocafi)
04 - Jacks Wu - Vésper 
(Aldir Blanc - César Costa Filho)
05 - Ilka Soares - Relax 
(Lyrio Panicali)
06 - Ângela Valle e Paulo Sérgio Valle - Tudo muito azul 
(Roberto Menescal - Torquato Neto)
07 - Eduardo Conde - Minha doce namorada 
(Dori Caymmi - Nelson Motta) 
08 - Luiz Carlos Sá - Instantâneo 
(Luiz Carlos Sá)
09 - Orquestrada - Minha doce namorada 
(Dori Caymmi - Nelson Motta)
10 - Marília Pêra - Sex Appeal 
(Fred Falcão - Arnoldo Medeiros)
11 - Jorge Nery - Casa Branca 
(Nonato Buzar - Nelson Motta)
12 - Betinho - Garota de Aquarius 
(Marcos Valle - Paulo Sergio Valle) 
13 - Violão - Vésper 
(César Costa Filho - Aldir Blanc - Violão)
14 - Marília Barbosa - Tia Miquita 
(Arthur Verocai - Paulinho Tapajós)



segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Renato e seus Blue Caps - Coletânea especial (2017)

 Seleção inclui hits e faixas menos executadas dos anos 1960, 1970 e 1980
Você, fã do Renato e seus Blue Caps, vai gostar dessa coletânea especial montada pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço por enviá-la. A seleção, com 27 faixas, reúne sucessos como “Menina feia”, “Canto pra fingir”, “Se tu soubesses”, “Lar doce lar”, “Será mentira ou será verdade” e outras que passeiam pelos anos 1960, 1970 e 1980. Os destaques ficam por conta das faixas menos executadas, e nem por isso ruins, como a lambada “Com você no coração”, a nostálgica “Memórias” e a romântica “Eu não aceito o seu adeus”. A seleção ainda traz a versão em português de “Mr. Tambourine man” - música composta pelo recente ganhador do prêmio Nobel, Bob Dylan,  e um dos grandes sucessos do grupo norte-americano The Byrds – com a participação especial do Zé Ramalho, que também a gravou como “Mr. do Pandeiro”, recentemente postada no blog. Confira:

01 - Memórias
02 - Sou louco por você
03 - Escreva
04 - Palavra de rapaz
05 - Não demore mais (It’s Good To See You)
06 - Menina feia
07 - Canto pra fingir
 (My Whole World In Falling Down)
08 - Garota malvada (I Call Your Name)
09 - Guarde o seu amor pra mim 
(Save The Last Dance For Me)
10 - Okay (Okay)
11 - Como há dez anos atras
12 - Com você no coração
13 - Escreva logo (Please Mr. Postman)
14 - Saudades de Maria Helena
15 - Se você soubesse
16 - Que saudade de você
17 - Se tu soubesses
18 - Lar doce lar
19 - Eu não aceito o seu adeus
20 - Meu amigo do peito
21 - Quando a cidade dorme
22 - O brinquedo se quebrou
23 - Será mentira ou será verdade 
(Será Mentira O Será Verdad?)
24 - Mr. Tambourine man 
(Mr. Tambourine Man) – Part. Especial: Zé Ramalho
25 - Tem que ser você (With A Girl Like You)
26 - Izabela
27 - Obrigado pela atenção


COLABORAÇÃO/SELEÇÃO DO REPERTÓRIO: Aderaldo






domingo, 15 de janeiro de 2017

Dolores Duran & Moacyr Silva e seu conjunto (1960)

Compacto duplo lançado em Portugal pela Copacabana traz clássicos da MPB
Aqui está um compacto duplo, de 45 RPM, lançado em Portugal pela Copacabana, pra ninguém botar defeito. O disco, enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço, é compartilhado com dois ícones da MPB: Dolores Duran e Moacyr Silva. No lado A, a cantora e compositora carioca Adiléa da Silva Rosa, conhecida como Dolores Duran (1930 - 1959), interpreta dois grandes sucessos da carreira - “A noite do meu bem” e “A banca do distinto”. No B, o saxofonista e produtor musical (1930 - 2002) executa um pot-pourri com três clássicos da MPB: “A felicidade”, “Samba de Orfeu” e “O nosso amor”. O músico também gravou com o pseudônimo Bob Fleming, ideia do produtor Nilo Sérgio. O EP, produzido pela Copacabana, não informa o ano do lançamento, mas tudo indica que é de 1960. Confira:

01 - Dolores Duran - A noite do meu bem
     (Dolores Duran)
02 - Dolores Duran - A banca do distinto
     (Billy Blanco)
03 - Moacyr Silva - Medley:
     A felicidade
     (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
     Samba de Orfeu
     (Luiz Bonfá)
     O nosso amor
     (Antonio Maria)

COLABORAÇÃO: Laércio




sábado, 14 de janeiro de 2017

Trilha da novela Assim na terra como no céu (LP 1970)

 LP lançado pela Philips inclui uma das primeiras gravações do Tim Maia
A trilha sonora da novela “Assim na Terra Como no Céu”, lançada pela Philips, foi ripada de CD genérico adquirido no Mercado Livre. Me interessei pelo disco devido a música que dá título a trama, interpretada pelo Tim Maia, pois não a conhecia. Foi em 1970, ano em que foi exibida pela Rede Globo, entre 20 de julho e 23 de março de 1971, que o cantor fez sucesso com a música “Primavera”. Era de se prever que a canção, tema da novela, fosse incluída em seu álbum de estreia, lançado pela Polydor/Philips, mas não foi isso o que aconteceu. Talvez foi lançada apenas nesta trilha, inédita em CD. No repertório, canções interpretadas por Claudette Soares, Maria Creusa, Umas & Outras, Denise Emmer (na época com o prenome Denize) e outras. A trama, com 212 capítulos, foi escrita por  Dias Gomes e dirigida por Walter Campos. No elenco, atores como Francisco Cuoco, Dina Sfat, Renata Sorrah, Nívea Maria, Mário Lago, Jardel Filho, Paulo José, Ary Fontoura, Arlete Salles e outros. Confira:

01 - José Roberto - Mon Ami (Abertura)
(José Roberto)
02 - Tim Maia - Assim Na Terra Como No Céu
(R.Menescal - N.Buzar - P. Tapajós)
03 - Claudette Soares - Quem Viu Helo
(Antonio Adolfo - Tibério Gaspar)
04 - Umas & Outras - Tema De Suzi
(R. Menescal - P. Tapajós)
05 - Maria Creusa - Tomara (Tema de Joana)
(Vinicius de Moraes)
06 - Claudette Soares & Ivan Lins - Amiga (Tema de Vitor e Helô)
(R. Menescal - P. Tapajós)
07 - A Tribo - Sei Lá (Tema de Maria Lúcia)
(Nelson Angelo)
08 - Umas & Outras - Quarentão Simpático (Tema de Renatão)
(Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle)
09 - Orquestra CBD - Tema De Zorra
(Waltel Blanco)
10 - Denize Emmer - Tema Verde (Tema de Nívea)
(Guilherme - Denize Dias Gomes)
11 - Milton Santana - Que Sonhos São Os Meus (Tema de Jurema)
(Eustáquio Sena)
12 - Umas & Outras - Trem Noturno (Tema de Samuca)
(Paulo Machado - Márcio Borges)
13 - Roberto Menescal - Assim Na Terra Como No Céu (Tema do padre Vitor)
(R.Menescal - N.Buzar - P. Tapajós)



sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Teddy Milton - Coletânea Especial (2017)

 Teddy Milton, cantor da Jovem Guarda, gravou apenas cinco compactos
Alguém se lembra do Teddy Milton? O cantor obteve relativa repercussão em 1965 com a música “A casa do sol nascente”, uma versão de “The House Of The Rising Sun”, da banda britânica The Animals, hit que se destacou pelo arranjo dramático do Alan Price, autor da música e organista do grupo, e os vocais uivados de Eric Burdon, numa combinação perfeita. Com sua bonita e potente voz, o brasileiro apresentou uma releitura limpa da canção, boa de ouvir, e foi o primeiro a gravá-la, disputando espaço com a original na programação das rádios. A canção estava fazendo sucesso, mas a Odeon preferiu investir e trabalhar pesado na divulgação da regravação feita por outro iniciante, Agnaldo Timóteo, contratado da mesma gravadora, e ofuscou Teddy Milton, nome artístico dado pelo Tony Campello.

Milton da Cunha, seu nome de batismo, nasceu em 4 de fevereiro de 1945 na cidade de Jundiaí, em São Paulo, onde faleceu em 25 de janeiro de 2005, prestes a completar 60 anos, por complicações decorrentes de um AVC. Deixou dois filhos - Katia Regina e Christian Cesar - que, assim como o pai, são cantores. Pra lembrar o artista, que merecia e tinha talento pra fazer sucesso,  o nosso amigo e colaborador Aderaldo montou, e agradeço por enviá-la,  esta coletânea com as 10 gravações conhecidas do cantor, extraídas de cinco compactos simples, lançados pela Odeon, Copacabana e Epic/CBS. O destaque é a faixa bônus, “A casa do sol nascente”,  ripada de vídeo (aqui) do canal TV Japi Música e Amigos, no YouTube, em homenagem ao intérprete, que tem nesse registro a voz adicionada com a do casal de filhos e a do neto Marcelo.  Ficou muito bom. Confira:

01. 1964 – Meu broto (My Bonnie)
(Tradicional – Adaptação: Fred Jorge))
02. 1964 – Primeira estrela (First Star)
(Doc  Pomus  - Mort Shuman – Versão: Fred Jorge)
03. 1965 - A casa do sol nascente (The House Of The Rising Sun)
(Alan Price – Versão: Fred Jorge)
04. 1965 - O rebelde (The Rebel)
(Richard Markowitz – Andrew Fenady - Versão: Fred Jorge)
 05. 1965 – Se ela voltar 
(Hamilton di Giorgio)
06. 1965 – Você me compreende (I Love You Because)
(L. Payne – Versão: Fred Jorge)
07. 1966 - A ópera
(Hamilton Di Giorgio - Afonso Soares)
08. 1966 – Anjo do amor (Angel  D’Amore)
(Aviles - Strom – Poll – Versão: Hamilton Di Giorgio)
09. 1972 - Chora
(Teddy Milton – Fred Jorge)
10. 1972 – Glória, glória, Aleluia
(Adaptação: Fred Jorge)
11. 2013 - A casa do sol nascente (The House Of The Rising Sun)* 
(Com Teddy Milton e família: Katia Regina (filha), Marcelo (neto) e Christian Cesar (filho)
(Alan Price – Versão: Fred Jorge)

* Extraída de vídeo da TV Japi Música e Amigos, no YouTube 


COLABORAÇÃO: Aderaldo



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Wanda de Sah - Favorites from Brazil (EP 1966)

Wanda Sá, como a conhecemos, interpreta Bossa Nova em EP francês de 1966
 
O que me chama a atenção neste raro compacto duplo de 45 RPM - gentilmente enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração - é a grafia dada ao nome da cantora no mercado francês, onde o disco "Favorites from Brazil" foi lançado em 1966 pela Capitol, selo da EMI-Odeon. Wanda de Sah, ou Wanda Sá como a conhecemos, interpreta composições de mestres da Bossa Nova, como Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Baden Powell, Carlos Lyra e Geraldo Vandré. No repertório, clássicos do movimento, como “Só danço samba” e “Água de beber", interpretados com a leveza e a classe de sua bonita voz. Não por acaso, a cantora e violonista é considerada a mais representativa intérprete da Bossa Nova no exterior.

Wanda Maria Ferreira de Sá, seu nome de batismo, nasceu em São Paulo em 1 de julho de 1944, mas logo se transferiu com os pais para o Rio de Janeiro. Estudava balé e, aos onze anos, começou a tocar violão. Foi aluna de Roberto Menescal. Em 1962 já era professora de violão da escola de música mantida por Menescal e Carlos Lyra, em Copacabana. Iniciou a carreira artística em 1962. Em 1969, casou-se com o cantor e compositor Edu Lobo, e passou a residir nos Estados Unidos, interrompendo a carreira até a separação do casal, em 1982. Wanda e Edu tiveram três filhos: Mariana, Bernardo e Isabel. Voltou ao Brasil decidida a prestar vestibular para o curso de Sociologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e retomou a carreira artística. Em 1985, tornou-se evangélica, mas manteve sua carreira de cantora de música popular, lançando vários discos. O mais recente CD, “Cá entre nós” (na foto acima), foi lançado no ano passado. Ouvi-la é sempre um prazer. Confira:

01 - Água de beber
(Gimbel - Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
02 - Tem dó
(Baden Powell - Vinicius de Moraes)
03 - Aruanda
(Carlos Lyra - Geraldo Vandré)
04 - Só danço samba (Jazz 'n' samba)
(Tom Jobim - Vinicius de Moraes)


COLABORAÇÃO: Laércio



quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Trilha nacional da novela Uma rosa com amor (1972)

 Com 221 capítulos, novela foi produzida em preto e branco pela Rede Globo
Esta postagem atende a mais um pedido do internauta Raimundo. A trilha nacional da novela “Uma Rosa com Amor” traz músicas interpretadas por Antonio Carlos e Jocafi, Maria Alcina, Márcio Lott, Kris e Cristina, Moacyr Franco, Tom e Dito e outras. A curiosidade é a música “Buona Sera Serafina”, de Fred Falcão e Arnoldo Medeiros, na interpretação do saudoso ator Felipe Carone (25/07/1920 – 27/03/1995), que também participou da trama escrita por Vicente Sesso. A telenovela foi produzida e exibida pela Rede Globo entre 23 de outubro de 1972 e 29 de junho de 1973, às 19 horas, com direção de Walter Campos. Produzida em preto e branco, a atração teve 221 capítulos, com elenco formado por artistas como Marília Pêra, Paulo Goulart, Grande Otelo, Tônia Carrero, Marcos Paulo, Ary Fontoura, José Augusto Branco, Wanda Lacerda, Leonardo Villar, Jacyra Silva, Lélia Abramo, Yoná Magalhães e outros. Confira:

01 - Antônio Carlos e Jocafi - Minhas Razões
(Antônio Carlos e Jocafi)
02 - Luis Roberto - Do Amor Fazer Novas Lendas
(César Costa Filho - Walter Queiroz)
03 - Milito, Osmar E Quarteto Number One - Vou Disparar
(César Costa Filho - Walter Queiroz)
04 - Paulinho Soares - Elisabeth
(Paulinho Soares)
05 - Coral Som Livre - Marionete
(Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle)
06 - Felipe Carone - Buona Sera Serafina
(Fred Falcão - Arnoldo Medeiros)
07 -  Kris e Cristina - Uma Rosa Com Amor 
(Antonio Carlos - Jocafi - I. Tavares)
08 - Paulinho Soares - Bate-Boca
(Paulinho Soares)
09 - Djalma Dias - Burguês Fino Trato
(Marcos Valle - Paulo Sérgio Valle - João Donato)
10 - Maria Alcina - Xuxu Beleza
(Roberto Moura - Antonio Jaime - Renato Murcia)
11 - Moacyr Franco - A Rosa
(Lourival Faissal)
12 - Tom e Dito - Amor Não é Coisa Pra Negócio
(Tom - Dito)
13 - Marilton - Bom de Bico
(Fred Falcão - Arnoldo Medeiros)
14 - Márcio Lott - Meu silêncio
(Fred Falcão - Arnoldo Medeiros)



terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Zé Ramalho - Coletânea Especial (2017)

 Coletânea com vinte faixas incluem sucessos, curiosidades e releituras
Esta coletânea do Zé Ramalho, montada pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço, é pra ouvir da primeira até a última faixa, pois reúne sucessos e curiosidades do cantor e compositor paraíbano. Entre os hits, os destaques são “Admirável gado novo” e “Mistério da meia-noite”, sendo que as curiosidades ficam para os duetos, como “Guerra de facão” (com Falcão) e “Eu vou pra lua” (com Cascabulho). No total, são 20 faixas, que ainda incluem releituras do Raul Seixas (“Ouro de tolo” e “S.O.S”) e Geraldo Vandré (“Pra não dizer que falei das flores”).

José Ramalho Neto nasceu em 3 de outubro de 1949 na cidade de Brejo do Cruz. na Paraíba. É primo da cantora Elba Ramalho. Após passar a maior parte da sua infância em Campina Grande, sua família se mudou para a capital João Pessoa. Lá, fez parte do conjunto “Os 4 Loucos” (na foto ao lado, em 1968, com Roberto Carlos), e participou de apresentações de ídolos da Jovem Guarda, sendo influenciado por Renato Barros, Leno e Lílian, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Golden Boys, Beatles, Rolling Stones, Pink Floyd e Bob Dylan. Em 1974, tocou na trilha sonora do filme “Nordeste: Cordel, Repente e Canção”, de Tânia Quaresma, e passou a misturar as suas influências: de Rock "n" Roll a forró.

Um ano depois, gravou seu primeiro álbum, Paêbirú, com Lula Côrtes, na gravadora Rozenblit. Hoje em dia, as cópias desse disco (na foto ao lado), são disputadas por colecionadores e valem muito por serem raras. Em 1976, mudou-se para o Rio de Janeiro, e em 1977 gravou seu primeiro álbum solo, Zé Ramalho, na Epic/CBS (Sony). que o projetou em todo o País. O álbum trouxe sucessos como “Avohai” (lançado pela Vanusa), “Vila do Sossego”, “Chão de giz” e outros. Em 1979, veio o segundo álbum, “A Peleja do Diabo com o Dono do Céu”, que o consolidou como cantor e compositor, graças aos hits “Admirável gado novo”, “Frevo mulher” (música lançada pela Amelinha) e “Garoto de aluguel”. A partir daí, não parou mais, e sua produtiva carreira pode ser acompanhada no site (aqui) do artista. Confira a seleção:

01 – Leva eu sodade
02 – Cidadão 
03 – Ele disse
04 – Mesmo que seja eu
05 – A terceira lâmina
06 – Não vendo, nem troco (Part. Esp. Dominguinhos)
07 – Garoto de aluguel (Taxi Boy)
08 – O meu País
09 – O vento vai responder (Blowin’ In The Wind)
10 – Paraíba (Part. Esp. Flávio José)
11 – Mistério da meia-noite
12 – Ouro de tolo
13 – Entre a serpente e a estrela (Amarillo By Money)
14 – Guerra de facão (Part. Esp. Falcão)
15 – Mr. do Pandeiro (Mr.Tambourine Man)
16 – Temporal 
17 – S.O.S
18 – Eu vou pra lua (Part. Esp. Cascabulho)
19 – Admirável gado novo
20 – Pra não dizer que não falei das flores


COLABORAÇÃO/SELEÇÃO DO REPERTÓRIO: Aderaldo


segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Antonio Carlos e Jocafi - Teimosa (LP 1973)

 Álbum produzido em 1973 pela RCA Victor traz 12 composições da dupla
Mais um excelente álbum da dupla Antonio Carlos & Jocafi, revelada nos bons tempos de festivais de música brasileira. Em 1973, quando gozava de enorme prestígio popular, graças a sucessos como “Desacato”, “Mudei de ideia”, “Encabulada”, “Shazan” e outras, a dupla lançou este álbum pela RCA Victor. O disco, 100% autoral, traz pelo menos dois hits – “Teimosa” e “Fraqueza” – mas também oferece outras delícias de ouvir, como “Dona da casa”, “Glorioso Santo Antonio” e “Sanfona veia”, uma homenagem a Luiz Gonzaga, o rei do baião, entre outras. Confira:

01 - Teimosa
(Antônio Carlos - Jocafi)
02 - Glorioso Santo Antônio
(Antônio Carlos - Jocafi)
03 - Dona da casa
(Antônio Carlos - Jocafi)
04 - Gamelera (As moças)
(Antônio Carlos - Jocafi)
05 - Sanfona véia
(Antônio Carlos - Jocafi)
06 - Deixe que é dengo dela
(Antônio Carlos - Jocafi - Ildázio Tavares)
07 - Fraqueza
(Antônio Carlos - Jocafi - Zé do Maranhão)
08 - Te quiero
(Antônio Carlos - Jocafi)
09 - Tereza Guerreira
(Antônio Carlos - Jocafi)
10 - Por Nossa Senhora
(Antônio Carlos - Jocafi)
11 - Um abraço no Lucien extensivo ao Edu Lobo
(Antônio Carlos - Jocafi)
12 - Xamego de Iná
(Antônio Carlos - Jocafi)



domingo, 8 de janeiro de 2017

The Beatles' Movie Medley (CS 1982)

 Single alemão traz pot-pourri com gravações originais de filmes dos Beatles 
Em 1982, quando a beatlemania completou 20 anos, a EMI-Odeon lançou em vários países um single com músicas que fizeram parte da trilha sonora original de filmes estrelados pelo quarteto de Liverpool. A novidade está no lado 1 do disco, um medley com sete músicas do grupo, extraídas dos filmes “Magical Mystery Tour”, “Yellow Submarine”, “A hard day’s night”, “Help!” e “Let It Be”. O lado B traz a versão original de 1964, em stereo, de “ I'm Happy Just To Dance With You”, do filme “A Hard Day’s Night”. O compacto simples, como bem disse o amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração, é mais um produto caça-níquel, que nada acrescenta na discografia da banda. Vale apenas como curiosidade. O exemplar em mãos, de 45 RPM, é o fabricado na Alemanha, e desconfio que nem foi lançado no Brasil. Confira:

01 - The Beatles’ Movie Medley:

Magical mystery tour 
(from the film Magical mystery tour)
All you need is Love
 (from the film Yellow submarine)
You’ve got to hide your love away 
(from the film Help!)
I should have known better 
(from the film A hard day’s night)
A hard day’s night
 (from the film A hard day’s night)
Ticket to ride
 (from the film Help!)
Get back 
(from the film Let it be)

02 - I'm happy just to dance with you 
(from the film A hard day’s night)

(Todas as músicas são de John Lennon e Paul McCartney)


COLABORAÇÃO: Laércio




sábado, 7 de janeiro de 2017

Lafayette - Natal com Lafayette (CD 2016)

 Organista lançou CD na noite do Natal e o ofereceu como brinde aos fãs
Sim, o Natal já passou, mas o espírito natalino deve permanecer todos os dias em nossas vidas, e celebrá-lo fora de época ao som do Lafayette é uma maravilha. O organista lançou o seu mais recente CD na noite do Natal passado, e o disponibilizou para download gratuito (aqui). A página do disco no Facebook (aqui), onde pode ser baixada a arte gráfica do álbum, destaca que “nosso querido Lafa foi um verdadeiro herói por disponibilizar energia e força para gravar as oito faixas do disco em uma tarde. Mas nada disso seria possível sem a participação de sua esposa Dina, que não desgrudou do Lafa um segundo sequer, monitorando sua alimentação hiper regulada por conta de um tratamento de hemodiálise”.

Quem baixar o CD vai encontrar na pasta um comunicado importante, assinado por André Paixão, produtor musical do disco, a respeito do músico. “A história que pouca gente conhece é que, de uns tempos pra cá, nosso amigo não tem andado bem de saúde. Nos últimos meses, ele vem travando uma verdadeira batalha contra uma deficiência renal, submetendo-se a uma hemodiálise três vezes por semana, amparado pela sua inseparável companheira e guerreira Dina. Sem condições de fazer shows - sua única fonte de renda - Lafayette precisa de ajuda para comprar remédios e alimentos para uma regulada dieta”, informa.

Entendo que, ao gravar este CD, mesmo fragilizado diante da saúde que inspira cuidados, e oferecê-lo como brinde de Natal, Lafayette encontrou um meio nobre de obter recursos com o melhor que sabe fazer: tocar órgão. A página "Natal com Lafayette", no Facebook, não expõe, em nenhum momento, a situação financeira do músico. É preciso baixar o disco e ler o comunicado que se encontra na pasta para saber. Nele, o produtor afirma que “qualquer colaboração, fará uma significativa diferença na vida deles, além do prazer de saber que toda energia disponibilizada para esse projeto realmente fez efeito”. Os contatos com André Paixão podem ser feitos pelo e-mail andrepaixao@superstudio.com.br ou pelo telefone (21) 987084995. As colaborações podem ser feitas na agência 2845, do Bradesco, Conta Poupança 5722-3, em nome de Esmeraldina Dias Varges Limp. Se possível, envie o comprovante de depósito para o email acima. É possivel que você ganhe um brinde especial neste ano. Confira o CD:

01 - Angels We Have Heard On High
02 - We Wish You A Merry Christmas
03 - Jolly Old St. Nicholas
04 - O Tannembaum
05 - O Holy Night
06 - Jingle Bells
07 - Christmas In Rio
08 - Silent Night


Download do CD:
http://natalcomlafayette.com.br/

Página no Facebook:
https://www.facebook.com/events/1173279436041771/

Maiores informações:
André Paixão
andrepaixao@superstudio.com.br
21 987084995

Dados para depósito:
BRADESCO
Conta Poupança 5722-3
Agencia 2845
Esmeraldina Dias Varges Limp




sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Toni Ricardo - Coletânea Especial (2017)

Cantor oriundo da Jovem Guarda lançou discos pela Chantecler e Continental
 Um ditado popular já diz que a união faz a força. Prova disso está nesta coletânea do cantor Toni Ricardo, com músicas de discos da minha coleção e da do Aderaldo, que tomou a iniciativa de me enviar o material do seu acervo para postagem. Agradeço ao amigo por mais essa colaboração que, pela raridade, fará a alegria dos colecionadores e, em especial, dos espertinhos de plantão, habituados a postar discos do SM  em redes sociais, blogs e canais do Youtube, sem a devida citação da fonte.  A coletânea abrange gravações feitas nas gravadoras Chantecler e Continental, entre 1967 e 1971, e traz pelo menos uma curiosidade, a música “Por você esqueço até de mim”, de 1969, é uma desconhecida composição do Roberto Carlos. Infelizmente, não encontrei nenhuma informação sobre o intérprete de boa voz, oriundo da Jovem Guarda, e desconheço a existência de outras gravações. Confira:

01. Alegria, alegria (1967)
(Caetano Veloso) 
02. A luta (1967)
(Tommy Standen)
03. Lembrança (1967)
(Franck Adriano)
04. Canzone per te (1968)
(Sergio Endrigo - Bardotti)
05. Sá Marina (1968)
(Antonio Adolfo - Tibério Gaspar)
06. Triste (Solo) (1968)
(Palito Ortega - Versão: Hélio Ansaldo)
07. Se eu pudesse (1968)
(Marcos Roberto - Dori Edson)
08. A história de amor entre nós dois (1968)
(L'amore pra noi due)
(M. Remigi - A. Testa - Versão: Hélio Ansaldo)
09. Sem teu amor não sou ninguém (1968)
(Carlos Bony)
10. Não me trate assim (1969)
(Sérgio Reis)
11. Por você esqueço até de mim (1969)
(Roberto Carlos)
12. Sem ninguém pra me socorrer (1970)
(Marcos Roberto - Sérgio Reis)
13. Que me importa sofrer (1970)
(Mario Marcelo)
14. I love you lady (1971)
(Toni Ricardo - Dick Danello)
15. Paixão segundo Maria do Rosário (1971)
(Toni Ricardo - Rechembach)


COLABORAÇÃO: Aderaldo




quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Trilha sonora nacional da novela Supermanoela (1974)

 Trilha sonora da novela é formada por músicas de Antonio Carlos e Jocafi
A trilha sonora nacional da telenovela “Supermanoela”, lançada em 1974 pela Som Livre, atende ao pedido do internauta Raimundo. A atração da Rede Globo foi exibida no horário das 19h00 entre 21 de janeiro e 02 de julho de 1974, com 138 capítulos. Foi escrita por Walter Negrão e produzida em preto-e-branco. No elenco, atores como Marília Pera,  Paulo José, Carlos Vereza, Fausto Rocha, Carlos Alberto Riccelli, Zilka Salaberry, Rubens de Falco, Suzana Gonçalves (irmã da Suzana Vieira), Roberto Pirillo e outros. O repertório é formado por composições da dupla Antonio Carlos e Jocafi, interpretadas por cantores como Wanderley Cardoso, Djavan, Maria Creusa, Pery Ribeiro e outros. Confira:

01 - Wanderley Cardoso - Quando Me Sinto Só 
(Antonio Carlos - Jocafi)
02 - Coral Som Livre - Marcelo, o Belo 
(Antonio Carlos - Jocafi)
03 - Wanderley Cardoso - Moça do Rosto Bonito 
(Antonio Carlos - Jocafi)
04 - Djalma Dias - Toró de Lágrimas 
(Antonio Carlos - Jocafi - Zé do Maranhão)
05 - Maria Creusa - Simplesmente 
(Antonio Carlos - Jocafi)
06 - Betinho - Supermanoela 
(Antonio Carlos - Jocafi - H. Valente)
07 - Rildo Hora - Manoela 
(Antonio Carlos - Jocafi)
08 - Pery Ribeiro - Laura 
(Antonio Carlos - Jocafi)
09 - Antônio Carlos & Jocafi - Dona de Casa 
(Antonio Carlos - Jocafi)
10 - Eustáquio Sena - Oi Lá 
(Antonio Carlos - Jocafi)
11 - Waltel Branco - Pernoite 
(Antonio Carlos - Jocafi)
12 - Djavan - Presunçosa 
(Antonio Carlos - Jocafi)



quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Vários artistas - Sucessos inesquecíveis (CD 1998)

 Principais sucessos de artistas populares estão reunidos nesta coletânea
Uma oportunidade de ouvir grandes sucessos do passado é oferecida por esta coletânea com 18 canções. O CD, enviado pelo amigo Aderaldo, a quem agradeço, faz parte da série Sucessos Inesquecíveis, lançada em 1998 pela EMI-Odeon. A seleção musical contempla os chamados sucessos populares, como “Hino ao amor” (Wilma Bentivegna), “Pelo amor de Deus” (Paulo Sérgio), “Sorte tem quem acredita nela” (Fernando Mendes), “Pombinha branca” (Silvana), “Tudo passará” (Nelson Ned) e outros. No repertório, ainda consta hits do Cláudio Fontana, José Augusto, Elizabeth, Hebe Camargo, Elymar Santos e demais ídolos populares. Confira:

01 - Carlos Augusto - Negue
(Adelino Moreira - Enzo de Almeida Passos)
02 - Fernando Mendes - Sorte tem quem acredita nela
(Mário Marcos - Max Cilliano)
03 - Silvio Silva - A força do amor
(Luiz Alves de Souza)
04 - Wilma Bentivegna - Hino ao amor (Hymne a l'amour)
(Edith Piaf - Marguerite Monnot - vs: Odair Marsano)
05 - Elymar Santos - Escancarando de vez
(Mauro Motta - Paulo Sérgio Valle)
06 - Marco Antonio - Ave sem ninho
(Nilo Barbosa - Geraldo Moraes)
07 - Nelson Ned - Tudo passará
(Nelson Ned)
08 - Hebe Camargo - Apelo
(Vinicius de Moraes - Baden Powell)
09 - Alcides Gerardi - Ansiedade
(Antonio Paurilio)
10 - Moacyr Franco - Eu te amo tanto 
(Ti voglio tanto bene)
(E.Curtis - D. Furno - vs: Fred Jorge)
11 - Silvana - Pombinha branca (Vola colomba)
(C.Concina - Bixio - Cherubini - vs: Genival Melo)
12 - José Augusto - De que vale ter tudo na vida
(José Augusto - Miguel - Marcelo - Salim)
13 - Agnaldo Timóteo - Siga em paz (Walk away)
(Jurgens - Black - vs: Fred Jorge)
14 - Odair José - Foi tudo culpa do amor
(Diana - Odair José)
15 - Paulo Sérgio - Pelo amor de Deus
(Martinha)
16 - Elizabeth - Sou louca por você
(Elizabeth)
17 - Claudio Fontana - Menina de trança
(Antonio Marcos)
18 - Perla - Espere um pouco... um pouquinho mais
 (La nave del ouvido)
(Dino Ramos - vs: Osmar Navarro)


COLABORAÇÃO: Aderaldo



terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Vanusa - Você é quem vai viver (LP 1985)

 Álbum lançado em 1985 pela Barclay foi produzido por Durval Ferreira
Em 1985, quando ainda experimentava muito prestígio, Vanusa gravou este álbum na gravadora Barclay, com músicas de renomados compositores. A dupla Ivan Lins e Vitor Martins assina “O assalto”, enquanto Renato Teixeira apresenta “Canção dos amantes” e Guilherme Lamounier compôs “De qualquer maneira”. O LP, produzido por Durval Ferreira, ainda traz canções de autoria do Fábio Jr. (“Você é quem vai viver”), Gilson e Joran (“Bate coração”) e Pisca e Ronaldo Bastos (“Nossa canção) entre outras. Confira:

01 - Nossa Canção
(Pisca - Ronaldo Bastos)
02 - De Qualquer Maneira
(Guilherme Lamounier)
03 - Bate Coração
(Gilson - Joran)
04 - Você É Quem Vai Viver
(Fábio Jr.)
05 - Grade Aberta
(Sérgio Sá - Irene Acioli)
06 - O Meu Amor
(Billy Blanco Jr. - Paulo Mendonça)
07 - Canção Dos Amantes
(Renato Teixeira)
08 - O Gosto Da Fruta
(Billy Blanco Jr. - Paulo Mendonça)
09 - O Assalto
(Ivan Lins - Vitor Martins)
10 - Corda Bamba
(Jamil Joanes - Ricardo Magno)


Produzido por Durval Ferreira



segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Jorge Ben Jor - Pra ouvir no rádio (LP 1977)

 Álbum lançado na Espanha traz 12 canções de autoria do próprio Jorge Ben
Que tal começarmos 2017 com a ginga e o balanço do Jorge Ben Jor? A boa é este “Pra ouvir no rádio (Luciana)”, raro álbum lançado em 1977 na Espanha, e gentilmente enviado pelo amigo Laércio, a quem agradeço pela colaboração. O disco, produzido pela Philips, ainda é do tempo em que o cantor e compositor assinava como Jorge Ben, e traz 12 canções de autoria do próprio artista. O principal destaque é a faixa “Zagueiro”, muito executada nas emissoras de rádio, mas o LP ainda oferece pérolas como “Jorge de Capadócia”, “Dumingaz”, “Se segura malandro” e outras. Confira:

01 - Para Ouvir No Rádio (Luciana)
02 - Assim Falou Santo Tomás De Aquino
03 - Velhos, Flores, Criancinhas E Cachorros
04 - Dorothy
05 - Cuidado Com O Bulldog
06 - Zagueiro
07 - O Rei Chegou, Viva O Rei
08 - Jorge De Capadócia
09 - Se Segura Malandro
10 - Dumingaz
11 - Luz Polarizada
12 - Jesualda

Todas as músicas são de autoria de Jorge Ben Jor



COLABORAÇÃO: Laércio





sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Silvio Santos - Ritmo de Festa (Fita cassete - 1994)

 Músicas são da fita cassete distribuída aos clientes do Baú da Felicidade
Pra encerrar 2016 em ritmo de festa, a dica é curtir o apresentador Silvio Santos, ícone da televisão brasileira, com suas marchinhas carnavalescas e sambas pra todo mundo cantar. A seleção musical, com os grandes sucessos do animador, foi originalmente lançada numa fita cassete distribuída aos clientes do Baú da Felicidade em meados dos anos 1990. O cliente quitava o carnê, e tinha direito a resgatar os produtos correspondentes ao valor pago nas lojas do Baú, espalhadas pelo País. Eu não tenho a fita, mas consegui as gravações por meio do vídeo (aqui), postado no canal do silviomccloud, no YouTube. Por isso, montei a arte gráfica para CD, caso alguém queira gravar. No repertório, muitas canções conhecidas, como “Sorria”, “É hora de brincar”, “A pipa do vovô”, “Transplante corinthiano”, “A bruxa vem aí” e outras. Confira:

01 - Eu Gosto da Minha Sogra
     (Manoel Ferreira - Ruth Amaral)
02 - Batendo Palmas
     (Adapt. João Plinta - Maestro Zezinho)
03 - É Hora de Brincar
     (Heitor Carillo - Jobá)
04 - Sorria
     (Heitor Carillo)
05 - Pot Pourri:
     A Pipa do Vovô
     (Manoel Ferreira - Ruth Amaral - Silvio Santos)
     Transplante Corinthiano
     (Manoel Ferreira - Ruth Amaral - Gentil Junior)
     Oi Tá-Tá-Tá
     (Vicente Longo - Jota Junior)
06 - Pot Pourri:
     A Bruxa Vem Aí
     (Manoel Ferreira - Ruth Amaral)
     Marcha do Barrigudinho
     (Manoel Ferreira - Gentil Junior - Francisco José)
     Dig-Din
     (Vicente Longo - Waldemar Camargo)
07 - Samba do Corinthians
     (Manoel Ferreira - Ruth Amaral - Gentil Junior)
08 - Shalon
     (Adapt. Heitor Carillo)
09 - A Dança do Caribe
     (Renato Barbosa)
10 - O bom menino
     (Irany de Oliveira - Altamiro Carrilho)
11 - Muito Bem
     (Manoel Ferreira - Arrelia - Antonio Mojica)
12 - Ritmo de Festa
     (Laerte Freire - Rogê)
13 - Hino das Torcidas
     (Manoel Ferreira - Ruth Amaral - João Roberto Kelly)


FONTE: Canal de silviomccloud/YouTube



sábado, 24 de dezembro de 2016

Votos de Feliz Natal e Próspero Ano Novo


Coral Hallelluya - Feliz Natal (CD s/d)

 CD produzido pelo selo Plinta apresenta 11 canções para festas de fim de ano
Não garanto que este CD, um brinde de Natal que ganhei, é realmente do Coral Hallelluya, como apresento acima, já que o repertório traz faixas vocalizadas e instrumentais. A capa limita-se ao título “Feliz Natal”, e a contracapa traz a nomenclatura “Boas Festas”,  mas o grupo não é mencionado no disco, que também não informa o ano da produção. Arrisquei o nome do coral porque é citado na ficha técnica como participante, assim como são mencionados (leia abaixo) os nomes dos músicos responsáveis pela execução. Outra dúvida diz respeito aos autores da música “Marcas do que se foi”, aqui mencionada como obra de seis compositores, sendo que no disco do Márcio Lott, que considero o responsável pela gravação original, apesar do sucesso feito também pelo grupo Os Incríveis, aparece apenas o nome de Zurana. Seja como for, o fato é que o CD, lançado pelo selo Plinta, é delicioso de ouvir, e tem produção esmerada. Confira:

01 - Marcas do que se foi
(Ruy Maurity - J.J.Miquinioty - Carlos Moura - 
Ribeiro J. Francisco - Luiz Carvalho - Paulo Sérgio Valle)
02 - Natal das crianças
(Black-Out)
03 - Adeste Fidelis (Gloria in Excelsis Deo)
(Tradicional - D.R.)
04 - White Christmas
(Tradicional - D.R.)
05 - Noite Feliz
(Tradicional - D.R.)
06 - Pinheirinho de Natal
(Tradicional - D.R.)
07 - Jingle Bells
(Tradicional - D.R.)
08 - Boas Festas
(Assis Valente)
09 - Vamos Comemorar
(João Plinta - Lula)
10 - Jesus Alegria dos Homens
(J.S. Bach)
11 - Fim de Ano
(Francisco Alves - David Nasser)


MÚSICOS PARTICIPANTES

Piano/teclados: Beto Paciello
Contrabaixo: Dárcio Rael
Bateria: Albino Infantozi
Violões/guitarra: Paulinho Coelho
Acordeon: Oswaldinho
Sax: Magic Naylor (Proveta)
Participação do Coral Hallelluya